Portal do Governo Brasileiro

Histórico

UFSM7   Idealizada e fundada pelo Professor Doutor José Mariano da Rocha Filho a Universidade Federal de Santa Maria é uma instituição de ensino superior público, gratuito e de qualidade há mais de cinquenta anos. Fundada em quatorze de dezembro de mil novecentos e sessenta no município de Santa Maria, construiu credibilidade e tradição durante seu desenvolvimento.
    Com 308 cursos de graduação e mais de 120 convênios internacionais, a UFSM é a primeira Universidade Brasileira a privilegiar a interiorização de ensino público. Ocupando a 18ª posição no ranking das melhores universidades do Brasil pelo Instituto Nacional de Estudos e Pesquisas Educacionais (Inep) segundo dados de dezembro de 2012 e em pleno desenvolvimento, possui cursos, programas e projetos de pesquisa científica nas mais diversas áreas do conhecimento humano, além de oferecer aos estudantes assistência estudantil para  atender a necessidades de saúde, transporte e moradia.
    Atualmente conta com dez Unidades Universitárias espalhadas pelo Rio Grande do Sul, além de quatro estabelecimentos de educação básica, técnica e tecnológica. Essas unidades contribuem para o desenvolvimento local nas regiões onde são estrategicamente implantadas e recebem alunos de todos os estados do Brasil em busca de aprendizado e qualificação profissional. A ideia de trazer uma universidade pública para o interior do Estado sempre foi uma vontade latente na mente de muitas pessoas da região norte do Rio Grande do Sul.  

     Foi por meio deste desejo, de professores estaduais, prefeitos, vereadores e demais personalidades da política local e regional que, no dia 13 de janeiro de 2005 fora realizada a primeira Audiência Pública em menção à instalação de uma extensão da Universidade Federal de Santa Maria para as cidades de Palmeira das Missões e Frederico Westphalen. Estiveram presentes mais de 800 pessoas para ouvir o deferimento da palavra pelo então Ministro da Educação, Tarso Genro, e o palco da audiência foi o Colégio Agrícola de Frederico Westphalen (CAFW) que, por sua vez, também é uma instituição da UFSM. Nesta ocasião, portanto, estava oficialmente aprovada a instalação de uma extensão da Universidade Federal de Santa Maria na região norte do RS.

    A partir da confirmação da vinda de uma universidade pública para a região, o reitor da UFSM na época, Paulo Jorge Sarkis, designou, no dia 28 de fevereiro de 2005, um grupo de pessoas que elaboraria o Projeto de Instalação dos dois novos campi da UFSM. Este projeto previa todas as medidas necessárias para o início da construção das estruturas para que acontecesse, de fato e de maneira mais rápida, a efetivação dos dois campi. Em dezembro do mesmo ano, o presidente da República Luis Inácio Lula da Silva, assinava um contrato que estabelecia um convênio entre o Governo Federal e a UFSM que permitia o repasse de recursos da União para o início das obras.
  FOTO UFSM FW 2006   O próximo passo, após muitas reuniões e mobilização da comunidade local, foi o de decidir quais cursos viriam para o campus. Foi combinado que viriam seis cursos distribuídos entre as duas extensões da UFSM: Agronomia, Engenharia Florestal e Jornalismo foram as graduações designadas para a cidade de Frederico Westphalen, e Enfermagem, Administração e Zootecnia para Palmeira das Missões.

 No ano seguinte, foram liberados aproximadamente R$ 9 milhões para as obras de infraestrutura dos prédios da extensão. No mês de março já estavam abertas as inscrições para o primeiro vestibular do CESNORS, nome dado às duas extensões da UFSM no norte do RS. Ao todo, foram abertas 351 vagas para os novos estudantes da Universidade. Em junho foi realizado o vestibular e em outubro, os alunos que haviam sido aprovados, já começavam a compor o núcleo de estudantes da UFSM de Frederico Westphalen e Palmeira das Missões, com o início do primeiro semestre letivo nos dois campi.
    Em outubro, já com professores e alunos desenvolvendo plenas atividades acadêmicas, o presente Reitor da UFSM, Clóvis Lima, nomeia a primeira direção do Centro: Genésio Mario da Rosa seria o novo diretor da extensão e trabalharia juntamente com os coordenadores dos seis cursos. Em julho de 2007, foram oficialmente inaugurados os primeiros prédios da UFSM Frederico Westphalen e Palmeira das Missões. (Prédio na foto à esquerda do campus de Frederico Westphalen no ano de 2006 em construção). Atualmente, o Centro conta com treze cursos de graduação divididos entre os dois campus e também dispõe de dois cursos de Pós Graduação, sendo um em Agronomia - Agricultura e Ambiente e outro em Gestão de Organização Pública em Saúde além de um curso de graduação à distância em Administração Pública.