Portal do Governo Brasileiro

Agittec promove Curso sobre Uso Estratégico de Patentes no Campus Palmeira das Missões

Acontece, na tarde de hoje, no auditório do campus, o curso “Uso Estratégico de Patentes em Projetos de P&D e Negócios – Foco em Informações Tecnológicas”, promovido pela Agência de Inovação e Transferência de Tecnologia (Agittec) da UFSM.

Direcionado a pesquisadores, empresários, gestores, professores, alunos e inventores, independentemente de conhecimentos prévios sobre patentes, o curso visa capacitar os participantes a utilizarem patentes e informações contidas em patentes de forma estratégica em projetos de pesquisa, inovação e em negócios.

De acordo com o professor Hélio Hey, coordenador de Propriedade Intelectual da Agittec, o curso tem como principal objetivo estimular e capacitar os participantes a realizar pesquisas em bases de dados de patentes, como forma de fundamentar pesquisas e novos investimentos. “Principalmente no âmbito acadêmico, essa consulta às bases tecnológicas é fundamental para que o pesquisador saiba o que já está sendo feito na sua área, o que empresas e indústrias vem desenvolvendo no mercado”, observa o professor. Essa prática ainda permite qualificar as pesquisas no sentido de sua aplicabilidade, bem como aproximar a Universidade do mercado.

O professor acrescenta que a realização do curso, também vai ao encontro de uma política nacional de incentivo à propriedade intelectual. O índice de registros de patentes no Brasil ainda é muito baixo, nesse sentido, a criação de parques tecnológicos e start ups em universidades, o estímulo às parcerias entre instituições de ensino e empresas, bem como a capacitação de pesquisadores e empreendedores visam despertar e incentivar a cultura de proteção ao conhecimento produzido no país.

Os participantes recebem noções básicas sobre busca de patentes, mapeamento tecnológico e informações necessárias para realizar depósitos de patentes junto a órgãos nacionais e internacionais. 

Sobre o palestrante – Henry Suzuki é Farmacêutico-Bioquímico graduado pela Universidade de São Paulo, com pós-graduação em Administração de Empresas pela ESPM. É sócio diretor da Axonal Consultoria Tecnológica, empresa paulista que presta serviços na área da propriedade intelectual. Suzuki é agente da propriedade industrial habilitado pelo INPI. Tem experiência e atuação focadas nas áreas de prospecção, indução e avaliação de novas tecnologias, estruturação de negócios de base tecnológica e direcionamento de projetos, com foco na proteção e comercialização de propriedade intelectual. Como consultor e palestrante, entre outras atividades, já realizou mais de uma centena de estudos de patenteabilidade e liberdade de comercialização e proferiu treinamentos em empresas, instituições de pesquisa e órgãos governamentais, incluindo o INPI e o Instituto Nacional de Tecnologia (INT), com destaque a buscas de anterioridades, mapeamento de patentes e levantamento de informações técnicas e comerciais.

Sobre patentes – De acordo com o Instituto Nacional da Propriedade Intelectual (INPI), patente é um título de propriedade temporária sobre uma invenção (Patente de Invenção) ou modelo de utilidade (Patente de Modelo de Utilidade), outorgado pelo Estado aos inventores, autores ou outras pessoas físicas ou jurídicas detentoras de direitos sobre a criação. Em contrapartida, o inventor se obriga a revelar detalhadamente todo o conteúdo técnico da matéria protegida pela patente. O registro da propriedade intelectual pode ser concedido para novos produtos ou processos, ou ainda para melhorias no uso ou fabricação de objetos de uso prático, como utensílios e ferramentas.
 DSC0025  DSC0045