Portal do Governo Brasileiro

 

 

A Universidade Federal de Santa Maria criou, em 1975, o Curso de Estamparia Têxtil, o primeiro no Brasil e na América Latina. Desta forma, a Universidade buscava encontrar soluções para a situação do design têxtil no Brasil. Portanto, através de uma equipe de docentes desenvolveu, durante anos, pesquisas e metodologias de aprendizagem na área de design de superfície, tendo realizado cursos de extensão e aperfeiçoamento em estamparia têxtil para alunos egressos da graduação e estagiários de indústrias de todo o país.

 

Em decorrência deste trabalho foi criado o Pólo Têxtil da UFSM, um conjunto de laboratórios que permite o desenvolvimento de estamparia (criação, estampagem e fixação em tecidos). O Pólo Têxtil, durante longo período, foi considerado Centro de Excelência na área pelo MEC.

 

Em 1988, dando continuidade a este trabalho e visando uma maior abrangência, foi possível incrementar esta idéia com um novo projeto: Curso de Pós-Graduação em nível de Especialização em Design para Estamparia. Até 2012 permaneceu com esta nomenclatura, sendo oficialmente alterada na Instituição, a partir do mês de novembro, mudando seu nome para Especialização em Design de Superfície.

 

Os resultados das diversas edições do Curso (1989, 1992, 1994, 1996, 1998, 2000, 2001, 2004, 2006, 2008, 2010, 2012, 2014) foram e são documentados em Monografias de Especialização, que tem como premissa, além da pesquisa acadêmica, a investigação e o desenvolvimento de produtos possíveis de serem inseridos no mercado.