Acompanhamento dos egressos - ppgop

O acompanhamento de egressos é feito mediante a atualização de seus dados cadastrais junto à Secretaria Acadêmica e cadastramento em banco de dados próprio para geração de informações relativas ao perfil do servidor capacitado pelo PPGOP/UFSM.

O PPGOP formou no quadriênio 2013-2016 90 novos mestres em gestão pública. Para elaboração de um banco de dados com vista a acompanhar a trajetória dos egressos foi instituído, em 2016, uma ampla pesquisa com todos os egressos. Essa pesquisa teve um índice de resposta de 76% do total dos egressos e os resultados são sintetizados abaixo. Informamos que o resultado completo da pesquisa está divulgado no site do PPGOP (www.ufsm.br/ppgop) para toda a comunidade interessada. Segue os principais resultados:

 

  1. Gênero dos entrevistados: 44% Masculino, 56% Feminino;
  2. Dos egressos que recebem de 5 a 8 salários mínimo, 18,3% são homens e 23,7% mulheres;     
  3. 62 % dos entrevistados concordam totalmente que o corpo docente possuía um bom nível de conhecimento;     
  4. 82% dos ex alunos do Mestrado Profissional em Gestão de Organizações Públicas declararam que o curso atendeu às suas expectativas;
  5. Média de idade é de 40,9 anos;
  6. 63% dos entrevistados concordam parcialmente que os conteúdos das disciplinas foram adequadamente desenvolvidos;
  7. 98% dos egressos recomendam o curso de Mestrado Profissional em Gestão de Organizações Públicas para outras pessoas;
  8. 49% dos egressos são casados;
  9. 45% dos egressos residem em casa própria;
  10. 54% dos egressos concordam totalmente que os conteúdos/programas auxiliaram na formação pessoal e profissional;
  11. 41% dos egressos recomendam o curso no PPGOP devido à proposta curricular oferecida;
  12. 89% dos egressos não deram continuidade dos estudos após o Mestrado Profissional;
  13. 63% dos egressos concordam totalmente que os recursos didático-pedagógicos disponíveis para o desenvolvimento das atividades do curso foram adequados;
  14. 83% concordam totalmente que os espaços físicos disponíveis para o desenvolvimento das aulas do curso foram adequados/   
  15. Dos egressos que deram continuidade aos estudos, 7,3% são do gênero masculino e 3,6% feminino;
  16. 11% possuem doutorado concluído ou em andamento;
  17. 58% dos egressos do PPGOP exercem, atualmente, atividade administrativa;
  18. 82% concordam totalmente que, em termos de experiência profissional, foi importante ter feito o curso;      
  19. 34,5% dos egressos possuem renda familiar (todos os que residem com o entrevistado) acima de 10 salários mínimos;    
  20. 91% concordam totalmente que, em termos de crescimento pessoal, foi importante ter efetuado o curso;    
  21. 98% exercem suas atividades em uma instituição pública;
  22. 85% dos entrevistados utilizam plano de saúde particular;
  23. 89% estão satisfeitos com a formação teórica oferecida pelo curso;          
  24. 45% dos alunos tem a qualificação profissional como principal motivo para a escolha do curso de Mestrado Profissional em Gestão de Organizações Públicas;
  25. 80% estão satisfeitos com a formação ética que o curso proporciona;      
  26. Em média, os egressos exercem atividade remunerada há 18,07 anos;
  27. 56% estão satisfeitos com a formação prática obtida no curso;      
  28. 82% não mudaram o tipo de atividade após a conclusão do curso no PPGOP ;
  29. 89% consideram que a imagem da instituição influenciou na decisão dos egressos, ao escolher o curso de Mestrado Profissional em Gestão de Organizações Públicas;
  30. 74% estão satisfeitos com a formação recebida no curso de Mestrado Profissional em Gestão de Organizações Públicas, em relação às suas atividades profissionais;
  31. 5,4% dos egressos do gênero masculino e 10,6% do gênero feminino, mudaram o tipo de atividade após a conclusão do curso no PPGOP;
  32. 89% dos ex alunos do curso do PPGOP consideram que a suficiência da matriz curricular influencia no desempenho profissional;
  33. 95% dos egressos obtiveram melhoria na renda mensal após a conclusão do curso no PPGOP;
  34. Em relação à média do mercado da área onde atuam, 56% dos entrevistados consideram estar na média do mercado;
  35. 32% dos egressos disseram que principal fator contribuinte do curso no PPGOP para a formação do seu perfil profissional foi a articulação entre o saber teórico e prático;
  36. Em média, os egressos obtiveram 23,58% de melhoria na renda mensal após a conclusão do curso no PPGOP;  
  37. Em relação à melhorias na vida profissional dos egressos, decorrentes da conclusão do curso no PPGOP, 36% citaram aprimoramento dos conhecimentos e 34% citaram melhoria salarial;    
  38. Dos egressos que obtiveram melhoria na renda mensal após a conclusão do curso no PPGOP, 55% são do gênero feminino e 40% do gênero masculino;         
  39. 59% dos egressos disseram não ter encontrado dificuldades em relação à área de atuação/mercado de trabalho, após a conclusão do curso;
  40. 62% dos egressos publicaram os resultados de seus trabalhos finais.

 

A fim de otimizar a utilização destes dados, está sendo implementado o projeto "Talentos do PPGOP", que pretende valorizar e reconhecer os profissionais formados em nosso curso por meio da sua participação em seminários, debates, encontros, e outros eventos vivenciais que proporcionem espaços de reflexão crítica perante a comunidade acadêmica.

Por meio deste projeto, tem-se a intenção de apresentar o resultado das dissertações dos egressos, passado o período de implementação das ações propostas a fim de evidenciar o potencial transformador do Mestrado profissional, motivando os atuais alunos, ampliando a visibilidade do curso e servindo como forma de aproximação do curso com os órgãos de origem de seus alunos.

Esse projeto resultou em 2016 no lançamento do livro “Ensaios acadêmicos de administração universitária e gestão pública” com uma coletânea dos melhores trabalhos apresentados pelo curso nos seus primeiros 5 anos de funcionamento. A partir de 2017, o projeto alavancará o trabalho dos egressos em diversas outras ações perante a comunidade.