Planejamento futuro - ppgop

Tendo em vista a mudança de foco e postura do programa, este estabeleceu metas claras de atuação que o possibilitem atingir de maneira integral e consciente os seus objetivos. Essas metas foram assim delineadas:

 

  1. Conseguir o conceito 4 na avaliação da Capes neste quadriênio (2012-2016) e 5 na avaliação da Capes no quadriênio (2017-2020);
  2. Possibilitar o máximo de transparência, eficiência e impessoalidade possível nas ações do programa. Isso se faz com ações simples, como divulgação de todas as atas online (no site do programa), criação de informativos para todos a comunidade em geral, visita e palestras de esclarecimentos e uma política de portas abertas para qualquer tipo de fiscalização;
  3. Ampliar a penetração do PPGOP em cidades do RS e mesmo em outras regiões do país, captando alunos de diferentes órgãos públicos, de diferentes esferas (municipal, estadual e federal). Para isso, faz-se necessário a ampliação de convênio com diversos órgãos públicos. Já existem diversos convênios criados pelo PPGOP, mas observa-se ainda uma carência de qualificação dos servidores, principalmente, nas prefeituras municipais;
  4. Consolidar-se como um centro referência em Gestão Pública no Estado do Rio Grande do Sul e Brasil;
  5. Outra importante perspectiva de evolução está relacionada à qualificação do corpo docente, que tem se dedicado à pesquisa de temas voltados para a gestão do setor público, adquirindo expertise e preparo técnico qualificado;
  6. Construir o Projeto de APCN para o Doutorado Profissional em Gestão Pública;
  7. Buscar parcerias para internacionalização na região do Mercosul. Em 2016 já foi estabelecido parcerias específicas com o Paraguai. A partir de 2017, essas parcerias serão expandidas para a Argentina, Uruguai e Chile. Dessa forma, permitirá o intercâmbio de docentes, discentes e trocas de experiências públicas aplicadas em países vizinhos.