Revista Brasileira de Agrometeorologia, Santa Maria, v. 9, n. 2, p. 311-315, 2001.
Recebido para publicação em 23/10/2000. Aprovado em 07/11/2001.

ISSN 0104-1347
Aplicación de un modelo en la generación de precipitaciones diarias

Application of a model on generation of daily precipitations

Ines Mormeneo1 y  Françesc Castellví2

Resumo - Analisou-se o desempenho de um modelo muito simples de geração de dados para reproduzir a climatologia da precipitação para fins agrícolas em Bahia Blanca (38° 44´LS; 62° 10´LW; 83 m, Argentina). O processo de geração baseia-se em uma cadeia de Markov de primeira ordem para gerar dias secos e chuvosos. A seguir, mediante uma função de distribuição de Weibull designou-se a quantidade de precipitação a um dia com chuva. Para a geração, o modelo requer as médias mensais da precipitação e freqüências de dias chuvosos. Para analisar o grau de ajustamento do modelo gerou-se uma série diária de quarenta anos e comparou-se com uma série diária real de quarenta anos (1959/98). Conclui-se que o modelo constitui uma ferramenta útil para fins práticos e de planificação.

Palavras-chave: geração, precipitação, freqüências.

Abstract - The performance of a simple model in reproducing the climate patterns of the precipitation from 1959 to 1998 in Bahía Blanca (38º44´S; 62º10´W; sea level, 83m, Argentina) has been analysed. The precipitation generation process is based on a first-order Markov chain to generate dry and wet days and a two-parameter Weibull distribution function to assign the amount of precipitation to a wet day. For the generation process, monthly means of the amount of precipitation and frequency of wet days are needed as input. The aim of this work was to study the reliability of the model for agricultural and forest applications The precipitation patterns obtained from the daily actual and generated series of 40 years has been compared. It was concluded that the model is a suitable tool for different engineering purposes.

Key words: generation, precipitation, frequency.

________________________________
1Ing. Agr., Professora de agrometeorologia, Departamento Agronomía - UNS - 8.000 Bahía Blanca - Argentina. E-mail: mormeneo@uns.edu.ar
2Dr. Profesor Titular de Universidad.  Departamento Medi Ambient i Ciénces del sól. Escuela Técnica y Superior de Ingenieria agraria - UdL - 25.198 Lleida - Cataluña, España. E-mail: F-Castellvi@macs.UdL.es