O Programa de Residência Multiprofissional Integrada em Saúde/UFSM, implantado desde 2009 e apresentado neste projeto, tem como Diretrizes Político-Pedagógicas e Estratégias Metodológicas a formação de profissionais com competências para atuar no Sistema Público de Saúde, tendo a Gestão e Atenção Hospitalar como cenário orientador e balizador do processo de formação. Norteado pelos Princípios e Diretrizes do Sistema Único de Saúde, este Programa tem como objetivo desenvolver nos profissionais capacidades para atuarem de modo não apenas interdisciplinar mas também intersetorial e interinstitucional, constituindo a lógica da “tríplice integração”.

A fundamentação epistemológica e pedagógica deste projeto parte, pois, da evidência de que não existe apenas uma precária interação profissional nas equipes de trabalho, mas também há uma ineficiente interação intersetorial e interinstitucional dos diferentes níveis de complexidade do sistema. Esta construção pela integralidade da atenção nos vários níveis do sistema, pressupõe não fragmentar o caráter da formação, ou seja, não reproduzir modos de capacitação focados, segundo níveis de atenção vistos isoladamente. São nesses aspectos que se encontram as justificas dessa proposta que é de desenvolver uma modalidade de residência, pressupondo a articulação entre serviços e ações de saúde e com outras políticas públicas, como forma de assegurar a construção de caminhos para a integralidade da assistência, com repercussão mais efetiva na saúde e qualidade de vida dos indivíduos.