Imagina na copa

CompartilheFacebookTwitterGoogle+tumblrPinterestEmail

“Se as coisas estão desse jeito agora, imagina na Copa!” Quantas vezes você já ouviu essa frase?  Inúmeras vezes, certo? De tanto ouvir esta frase, quatro jovens de São Paulo resolveram unir forças para promover uma força-tarefa que tivesse uma pegada jovem e que mostrasse o que inúmeros jovens estão fazendo para melhorar as suas comunidades. O Imagina na Copa foi a forma com que Mariana Campanatti, Fernanda Cabral, Tiago Pereira e Mariana Ribeiro resolveram fazer a diferença e impulsionar ações de empreendedorismo social realizada por jovens de todo o Brasil.

“Divulgar o que esses jovens estão fazendo é uma forma de a gente inspirar mais pessoas a colocar a mão na massa, de mostrar que transformação cabe na vida de todo mundo, é só encontrar uma causa em que deseje atuar e começar”, explica Mariana Campanatti, co-fundadora do projeto.

O grupo tem o objetivo de criar uma força-tarefa para mudar o país até 2014. Para isso, optaram por direcionar o projeto para o público jovem, do qual eles mesmos fazem parte. Segundo a pesquisa “O Sonho Brasileiro”, conduzida pela Box 1824, 74% dos jovens brasileiros afirmam se sentir na obrigação de fazer algo pelo coletivo no seu dia a dia,  e 79% concordam em utilizar parte do seu tempo para ajudar a sociedade.

Imagina na Copa | Lixarte

O Lixarte é um projeto de intervenção urbana criado para amenizar o problema da falta de lixeiras em Curitiba. Ele surgiu num dia em que o Gustavo estava no Museu do Olho e percebeu que uma galera que estava nos arredores bebendo uma cerveja acabava jogando as latinhas na rua porque não havia lixeiras por perto. Confira a história #13 Lixarte

Procura-se jovens mobilizadores

Mapear projetos sociais pelo país não é uma tarefa fácil, no entanto, os jovens do Imagina na Copa realizam uma seleção dos projetos através das suas redes sociais: off-line e online. A articulação conta com a ajuda de 40 jovens, os capitães do Imagina, que estão em mais de 20 cidades dos estados que irão sedear a Copa do Mundo de 2014.

As entregas do Projeto

Todo projeto almeja resultados em sua conclusão. Para isso, os coordenadores do projeto elaboraram três frentes para impulsionar as propostas do Imagina, que são elas: curtas documentários com os jovens protagonistas e seus projetos, oficinas temáticas para jovens que pretendem elaborar um projeto social e missões de curta duração e impacto imediato.

INFOGRÁFICO-IMAGINA-NA-COPA

 

Veja a história número #39

Como posso indicar um projeto?

Qualquer pessoa pode indicar um projeto desenvolvido por jovens com idade entre 18 e 30 anos, basta acessar o site do Imagina na Copa e clicar no link ou enviar um e-mail para ola@imaginanacopa.com.br e conte um pouco sobre o projeto e do jovem protagonista.

Depoimentos: veja o que alguns capitães e capitãs falaram sobre a experiência no projeto

“Ser capitã é instigar o comportamento positivo das pessoas possibilitando que sonhos virem ações transformadoras. Foi uma experiência bem diferente já vivida na minha vida. Sou muito feliz por fazer parte do Imagina na Copa. Eu redescobri com as histórias contadas que um projeto de impacto não é algo que precisa ser grandioso, cheio de recursos financeiros e tal, mas sim aquele que tem um propósito claro e objetivo que vá trazer um benefício coletivo. Dessa forma, eu passo a enxergar o mundo sendo construído por pequenos gestos que fazem a diferença no nosso cotidiano”.

Karla Pereira, Capitã do Projeto na cidade de Manaus, Amazonas.

“Ser capitão é estar disposto a se desafiar a realizar as atividades do Imagina, conhecer novas pessoas e ampliar a sua rede (o que ajuda muito) e sentir prazer em fazer, mesmo com a correria, porque o resultado é bom demais!”

Jaana Pinheiro, Capitã do Projeto na cidade de São Luís, Maranhão.

“Ser capitão pra mim, é a oportunidade que uma pessoas tem de aprender mais sobre ela mesma, a vida e como a sociedade está conectada. O sentimento de sentir o resultado das ações, de ver que você tem um papel muito show de bola na sociedade e que você gosta de fazer isso, é simplesmente indescritível. Todos esses sentimentos juntos, não só me ajudaram a tomar decisões na área social, como a me descobrir como ser da sociedade. Isso parece uma coisa tão simples e que todos sabem, mas realmente poucos pensam sobre isso. Hoje eu tenho certeza do que quero fazer no futuro, quero fazer algo que me deixe feliz e ajude a sociedade. Não importa se alguns vão me criticar ou falar que isso é bobagem, eu faço parte da sociedade, eu estou contido na sociedade e eu quero ajudar a sociedade e para fazer isso, temos vários leques. Ser capitão me ajudou a perceber o quanto a sociedade inconscientemente quer ser ajudada e quer participar dessa ajuda, e que só basta alguém colocar a cara a tapa e chamar todos para fazer. Ser capitão, me mostrou o quanto a minha pessoal é importante na sociedade, assim como todos os elementos na mesma, e que podemos fazer a mudança, mesmo q seja algo extremamente complicado, é só acreditar e confiar no seu objetivo e dar o primeiro passo”.

Nivaldo Gomes, Capitão do Projeto na cidade de Recife, Pernambuco. Atualmente, Nivaldo, está fazendo intercâmbio nos Estados Unidos.

Você pode conferir as novidades do Imagina na Copa através do site, do Facebook, twitter ou Youtube.

Texto: Romulo Tondo

Imagens: Imagina na Copa e Capitães do Imagina

CompartilheFacebookTwitterGoogle+tumblrPinterestEmail
468 ad