6º Simpósio Latino-Americano sobre

Manejo Florestal

De 22 a 24 de setembro de 2015 | Universidade Federal de Santa Maria | Brasil
Programa de Pós-Graduação em Engenharia Florestal

inscrições


inscrições abertas

 

Limitado em 450 vagas!

Aceite de trabalhos até: 31/07/2015.

O procedimento para inscrição no evento se dará da seguinte forma.

 

1º) Preenchimento da ficha de inscrição;

2º) Em caso de submissão de trabalho, o mesmo deverá ser elaborado conforme normas do simpósio e preenchimento do termo de originalidade.

É indispensável que o autor do trabalho esteja devidamente inscrito no simpósio.

Serão aceitos até 02 trabalhos por autor.

3º) A taxa de inscrição para o simpósio será:

Até 21/08/2015 - Estudantes: R$ 80,00 Profissionais/Pesquisadores: R$ 160,00;

Após 21/08/2015 - Estudantes: R$ 100,00 Profissionais/Pesquisadores: R$ 200,00;

4º) O pagamento da taxa de inscrição deverá ser efetuado em:

Favorecido: Associação dos Ex-Bolsistas na Alemanha / Agência: 1484-2 - Conta: 36083-X - Banco do Brasil.

5º) A ficha de inscrição, o trabalho a ser submetido, o termo de originalidade (assinado pelo autor) e o comprovante de pagamento da taxa de inscrição deverão ser encaminhados via e-mail para: simanejo@gmail.com com assunto intitulado: [INSCRIÇÃO]. A Comissão Científica acusará o recebimento do e-mail e confirmará a inscrição no evento, após compensação bancária. Caso o participante deseje garantir sua vaga no evento, deverá enviar por e-mail a ficha de inscrição e o comprovante de pagamento da taxa de inscrição. O trabalho a ser submetido deverá ser encaminhado no prazo limite de 31/07/2015, impreterivelmente.

* Recomenda-se adicionar o e-mail do simpósio (simanejo@gmail.com) em sua lista de contato, evitando que o recebimento de informações sejam encaminhadas para a caixa de spam.

 

Observação: Os trabalhos enviados ao 6º SIMANEJO devem obrigatoriamente estar vinculados ao manejo de florestas, efeito de cortes, desbastes, etc.. com a produção e qualidade de produtos, custos, renda, manejo de pragas em função de cortes e desbastes, entre outras.  Não poderão ser considerados pela comissão científica, trabalhos sem essa vinculação, como por exemplo, descrição de substratos para mudas, descrição fitossociológica pura sem estar relacionada, por exemplo com gradientes de altitude, solos, etc.